Algumas apresentações: a moda e o estilo rocker

Postado em Postado como Moda

Desde que fui chamada para ter uma coluna sobre moda aqui no blog do Johnny Tattoo Studio, fiquei muitíssimo feliz, afinal, além de ser jornalista, moda é uma das minhas maiores e mais antigas paixões. Uma área que eu realmente amo estudar, escrever e discutir.

Aliás, deixem que eu me apresente rapidinho para vocês! Meu nome é Paula Alves, tenho 25 anos e sou jornalista formada pela Unesp de Bauru. Desde 2013, tenho um blog chamado Little Blog of Fashion, um lugar onde eu canalizo todo o meu amor e estudos sobre o assunto. Nele, eu gosto de lembrar a todo momento que apesar de roupas e sapatos serem importantes componentes do mundo da moda, nós sempre precisamos olhar com uma lente de aumento sobre a área para ver que ela é muito mais do que aquilo que nós vestimos.

Afinal, moda tem a ver com lifestyle, música, cinema, arte, filosofia… Tudo aquilo que é novo, diferente, transgressor e desafiador. Tudo aquilo que nos faz entender mais sobre nossa sociedade e sobre o comportamento das pessoas.

Portanto, para estrear essa coluna aqui do blog, achei que seria legal falar sobre o estilo rocker. Um estilo que conquistou – e conquista! – milhares de pessoas ao redor do planeta, e que utiliza das roupas como uma forma de expressão e atitude.

11982573_1066722520013795_1083657597_o

Ao longo de seus mais de 60 anos de história, o rock provou que mais do que um gênero musical com letras poderosas e marcantes, ele também é uma forma de atitude, que pode ser expressa na maneira de se falar, de se comportar, de se vestir…

Foi esse tipo de atitude que alguns grupos de motociclistas da década de 50 passaram a adotar quando o rock surgiu no Reino Unido, transportando toda a rebeldia e significado que o gênero musical tinha para o seu comportamento e suas roupas.

Os rockers, termo pelo qual ficaram conhecidos, turbinavam suas motos, eram loucos por rockabilly (um sub-gênero do rock and roll) e tinham uma maneira de se vestir muito característica, usando e abusando de muito couro, botas de cano alto, jaquetas pesadas e óculos de aviador. Eles foram os primeiros a adotarem um visual transgressor igual as canções que tanto gostavam e foram os primeiros a mostrar que o rock era um estilo de vida.

12050524_1066722523347128_124016281_o

Com o passar dos anos o estilo rocker evoluiu muito, acompanhando as mudanças de cada década e os códigos de indumentária e comportamento de cada geração. Sua essência de chocar e seu espírito de rebeldia, no entanto, continuaram os mesmos.

Hoje em dia, entre as muitas peças que um guarda-roupa rocker possui, as calças de couro e as botas de cano alto de antigamente continuam a serem rainhas. O couro, aliás, passou a ser um dos tecidos mais associados ao estilo, assim como a cor preta é uma das mais dominantes nos looks do gênero.

Spikes e tachas ganharam força e são usados tantos para detalhes como ombreiras, quanto para acessórios como pulseiras e bolsas. E não podemos esquecer, é claro, das calças skinny, dos coturnos, da jaqueta perfecto (um ícone do movimento, imortalizada por James Dean no filme Juventude Transviada) e das calças destroyed.

Vale ainda falar de uma das maiores e mais representativas peças do movimento: as camisetas de bandas de rock. Usadas como uma forma de demonstrar amor a uma determinada banda ou cantor, ou ainda de adotar um visual mais descolado, elas ganharam uma força enorme no streetstyle dos últimos anos, aparecendo nas mais diferentes combinações e nos mais diferentes estilos.
12055347_1066722516680462_1655358828_o

Para todas essas peças e combinações vale, no entanto, uma regra fundamental: expresse sempre quem você é. Nenhuma peça rocker é mais cheia de atitude do que você.

Beijos e até a próxima!

 

Fotos: Pixabay

Jornalista formada pela Unesp, tem 27 anos e divide seu tempo entre a redação de uma editora de revistas e seu blog. É apaixonada por moda, – desde que entendeu o quanto esse universo pode ser inspirador e inteligente – livros, cinema, uma boa xícara de café e conversas sobre a vida, o universo e tudo mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *